Vale a pena fazer um consórcio?

0
580
vale a pena fazer um consórcio

Está pensando em comprar um carro, uma casa ou até mesmo um serviço como uma festa de casamento, por exemplo, mas não possui dinheiro em caixa para fechar negócio à vista?O mercado pode lhe oferece uma opção bastante interessante, o consórcio! Mas será que vale a pena fazer um consórcio?

É bem verdade que se trata de um método com pontos positivos e pontos negativos, mas, como mostraremos abaixo, dependendo do caso específico de cada contratante, estes pontos negativos de se fazer um consórcio podem ter um peso muito pequeno ou até mesmo irrelevante na relação custo x benefício final desta opção.

Clique aqui e confira O que é e como funciona um consórcio ?

Vale a pena fazer um consórcio? O que é um Consórcio e como ele funciona?

O consórcio se trata de um método de aquisição de bens ou serviços muito popular e alternativo ao financiamento que pode ser compreendido como uma espécie de poupança conjunta e forçada.

Esta poupança é conjunta porque podem participar dezenas, centenas ou até mesmo milhares de pessoas, dependendo do tamanho da instituição financeira escolhida.

Ao assinar o contrato, todas as pessoas envolvidas passam a ser cotistas do mesmo consórcio e, como tal, é necessário o pagamento de parcelas mensais de valor pré determinado para aquisição da carta de crédito que lhe dará direito a adquirir o bem ou serviço desejado. Por estes motivos é que chegamos a conclusão de que vale a pena fazer um consórcio.

Clique aqui e confira todos os produtos da Melhor Seguros 

As principais diferenças para o financiamento

No consórcio a carta de crédito não é adquirida imediatamente – falaremos sobre isso abaixo – e que, aqui, não há necessidade de pagamento de taxa de juros, mas sim de uma taxa de administração de valor variável de acordo com o mercado.

Esta taxa se refere ao valor necessário para que a instituição financeira guarde e administre todas as prestações pagas pelos cotistas, além de organizar toda a logística dos lances e sorteios e etc.

Como adquirir a carta de crédito

Existem 2 maneiras de se adquirir a carta de crédito antes do final do pagamento de todas as parcelas. A primeira delas é através de um sorteio periódico entre todos os cotistas adimplentes e que ainda não conseguiram a carta de crédito.

Este sorteio pode ser mensal, semanal, quinzenal ou qualquer outra quantidade de tempo, mas esta quantidade sempre deverá ser pré acordada em contrato.

O cotista sorteado ganha o direito de utilizar a carta de crédito, mas continua com a obrigação financeira de pagar todas as prestações restantes normalmente.

A outra opção de se conseguir a carta de crédito é sendo o vencedor dos também periódicos leilões realizados pela instituição financeira concedente do crédito.

Alguns consórcios adotam para estes leilões a modalidade onde o vencedor é aquele que oferece maior valor percentual em relação ao crédito total que deseja, outros possuem leilões onde o cotista que oferece o maior valor absoluto é vencedor e etc.

É de suma importância se atentar a este detalhe de como o leilão é realizado antes de assinar o contrato.

Vale a pena fazer um consórcio
Vale a pena fazer um consórcio

Quando vale a pena fazer um consórcio?

A primeira e mais importante pergunta que você deve fazer a si mesmo para saber se o consórcio se trata de uma boa opção para o seu caso é a respeito do tamanho da sua pressa na aquisição do bem ou serviço que o levaria a optar por um. É preciso ter em mente que existe uma chance pequena, mas que deve ser considerada principalmente se você não possui uma quantia substancial de dinheiro guardada, de que você consiga a carta de crédito apenas ao final do pagamento de todas as parcelas.

Outro ponto importante que deve ser levado em conta, ainda mais no cenário atual de SELIC a 14,25% a.a., é o fato de não existir necessidade de pagamento de taxa de juros no consórcio, diferentemente do financiamento, principal modalidade concorrente ao consórcio no mercado. O valor final da operação financeira de um consórcio pode divergir bastante do valor total de um financiamento.

Além disto, no consórcio também existem tipos de relação contratual que permitem a possibilidade de recuperar o dinheiro investido, ou pelo menos parte dele, no caso de desistência por parte do cotista ou no caso de não conseguir mais pagar as parcelas restantes, podendo trazer mais segurança para quem escolhe esta opção.

Achou que vale a pena fazer um consórcio? Entre em contato conosco e venha conhecer todas as possibilidades de consórcio que a MELHOR SEGUROS pode lhe oferecer!

Confira aqui Vale a pena usar FGTS em um consórcio

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Deixe seu nome aqui